SCdP

Rito Escocês Antigo e Aceite

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
Supremo Conselho de Portugal
Supremo Conselho de Portugal

Supremo Conselho de Portugal (www.scdp.net)

press to zoom
Supremo Conselho de França (1804)
Supremo Conselho de França (1804)

Supremo Conselho de França (1804) | Tomada de Posse do Soberano Grande Comendador do SCdF (2018)

press to zoom
SCdF
SCdF

Maçonaria Regular e Tradicional

press to zoom
Supremo Conselho de Portugal
Supremo Conselho de Portugal

Supremo Conselho de Portugal (www.scdp.net)

press to zoom
1/34
My Fraternity | www.myfraternity.org

Enquanto os Antigos Deveres, tal como ficaram reflectidos nas Constituições de Anderson, estabeleciam uma relação directa entre as narrativas lendárias do Ofício e a Maçonaria especulativa, um texto como o Discurso de Ramsey (1736-1738) assinala na Ordem maçónica uma origem cavalheiresca que remota, pelo menos, ao tempo das cruzadas.

O desenvolvimento do Escocismo, que conhecerá um período de crescimento nos primeiros anos da década de 1760, é um fenómeno surgido na Europa continental em que a França desempenhou um papel preponderante. 

Etienne MORIN, fundador da Loja Mãe Escocesa de Bordéus, organizou em São Domingo e na Jamaica, durante a década de 1760, a Maçonaria de Perfeição, com vinte e cinco graus.

À excepção do grau eminentemente cavalheiresco de Sublime Príncipe do Real Segredo, que coroava o edifício, esta fundação utilizava os graus procedentes de França. Mas, enquanto esses graus se praticavam separadamente, agrupados em sequências diferentes segundo qual fosse a Loja Mãe Escocesa que concedia a patente, o que impunha às vezes matizes importantes no seu conteúdo e prática, a fundação aludida determinou a sua forma, fixou o agrupamento dos graus, hierarquizou e estruturou a sua organização.

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

SCdF (1804)
SCdF (1804)

press to zoom
SCdF (1804)
SCdF (1804)

press to zoom
Sede Social da Maçonaria
Sede Social da Maçonaria

Sede Social da Maçonaria Regular e Tradicional em Portugal

press to zoom
SCdF (1804)
SCdF (1804)

press to zoom
1/9
My Fraternity | www.myfraternity.org

Devemos a Henry Andrew FRANCKEN, Deputado e grande Inspector de Etienne MORIN na América do Norte, uma transcrição dos rituais da Maçonaria de Perfeição que constituem hoje uma preciosa referência para a prática do Rito Escocês Antigo e Aceite.

A Maçonaria de Perfeição estava dirigida por um Soberano Grande Consistório criado em virtude das Constituições e Estatutos de 1762, chamados de Bordéus.

A origem daquele documento fundador importa pouco, mas podemos reter a sua exposição de motivos, que conserva um carácter muito actual: trata-se “num século no qual os valores essenciais se vêm ameaçados, de restabelecer a Antiga Maçonaria conservando os seus mais santos mistérios”. A ideia de organizar harmoniosamente, naquele momento e num Rito, os diversos graus praticados, procede da noção da Ordem que esteve na origem daquilo que viria a ser o Rito Escocês Antigo e Aceite.

A divisa ORDO AB CHAO, adoptada pelos fundadores do Rito, cujo sentido implica a acção de um princípio de ordem organizador e regularizador do caos inicial, sinalizava a sua vontade de por fim, definitivamente, à situação gerada pela anárquica proliferação de graus escoceses. A fundação do Rito Escocês Antigo e Aceite, como anteriormente a da Maçonaria de Perfeição, que adoptava o conjunto de graus, punha em prática graus praticados já anteriormente em França e nas Antilhas.

 

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Grão-Mestre Carlos Neves
Grão-Mestre Carlos Neves

GRUPO da Maçonaria Regular e Tradicional em Portugal

press to zoom
Maçonaria Regular e Tradicional
Maçonaria Regular e Tradicional

Grande Loja Antigos Livres Aceites Maçons de Portugal e Supremo Conselho de Portugal do Rito Escocês Antigo e Aceite

press to zoom
Regularidade e Espiritualidade
Regularidade e Espiritualidade

GRUPO da Maçonaria Regular e Tradicional em Portugal

press to zoom
Grão-Mestre Carlos Neves
Grão-Mestre Carlos Neves

GRUPO da Maçonaria Regular e Tradicional em Portugal

press to zoom
1/17
My Fraternity | www.myfraernity.org
 MAÇONARIA
REGULAR e TRADICIONAL

 

 

O Supremo Conselho de Portugal reconhece como representantes da Maçonaria Regular e Tradicional em Portugal, a Grande Loja dos Antigos Livres e Aceites Maçons de Portugal (www.glantigos.org) e a Grande Loja Unida de Portugal (2009).